O mercado de trabalho tem sofrido alterações rápidas e muito significativas nos últimos tempos, graças à globalização do trabalho e à massificação do trabalho remoto.

Com esta nova realidade mais competitiva, as organizações sentem cada vez maior dificuldade em atrair e reter colaboradores para as suas equipas. Implementar uma estratégia de Employer Branding permite atrair, nutrir e reter colaboradores e pode ser a solução para as dificuldades dos Departamentos de Recursos Humanos, no que toca à gestão do talento.

Mas, afinal, o que é o Employer Branding? E de que forma pode ajudar as organizações a alcançar melhores resultados na gestão dos seus recursos humanos? Neste artigo, vamos simplificar este tema e mostrar o que o Employer Branding pode fazer pela sua empresa, focando:

  • A definição do conceito de Employer Branding;
  • O que compõe o Employer Branding;
  • Os benefícios de uma estratégia de Employer Branding para a sua organização.

Comece por descobrir, no nosso vídeo, um resumo do que é o Employer Branding e qual a sua importância:

 

Afinal, o que é Employer Branding?

O conceito de Employer Branding é definido como um conjunto de técnicas e ferramentas utilizadas para gerar uma perceção positiva a respeito de uma empresa, enquanto local de trabalho.

Simplificando, trata-se de aplicar as estratégias de inbound marketing aos recursos humanos, criando uma estratégia de inbound recruiting. Em vez de atrair, nutrir e reter clientes, o Employer Branding foca-se nos candidatos e colaboradores.

Investir em Employer Branding numa organização é apelar às emoções, transformando a organização num empregador apetecível no mercado de talento, para quem a vê do ponto de vista externo e também do interno.

Para conhecer outros conceitos relacionados com o tema, leia o nosso artigo "Employer Branding: Conheça os 5 Conceitos que vão mudar a sua perspetiva sobre o recrutamento".

O que inclui o Employer Branding?

Apostar em Employer Branding numa organização passa por construir uma estratégia robusta e diagramas de engagement com base na talent persona, ou seja, na representação do candidato/colaborador ideal para a organização.

A mensagem central da Estratégia de Employer Branding pode ser difundida por diversos canais, consoante o levantamento de necessidades e os objetivos definidos. Páginas de recrutamento, ou microsites dedicados, são apontados como o ponto base de contacto. Mas a comunicação pode também ser trabalhada em blogs, redes sociais, comunidades de talento baseadas em e-mail marketing, entre outros.

Dependendo do foco da organização, a Estratégia de EB pode ser mais direcionada:

  • aos candidatos, se tiver como objetivos a captação de um maior número de candidatos ou a diminuição da duração de cada processo de recrutamento;
  • aos colaboradores, se os objetivos estiverem relacionados com temas como a rotatividade, o absentismo ou a satisfação das equipas.

Distingue-se da comunicação interna, já que esta engloba apenas a comunicação da organização com os seus colaboradores, enquanto o Employer Branding envolve colaboradores e também candidatos. E, da mesma forma, é diferente do endomarketing, que também se foca apenas no público interno.

Se quiser saber mais sobre este tema, leia o nosso artigo sobre como construir uma estratégia de Employer Branding e transformar-se numa das melhores empresas para trabalhar.

Que benefícios traz uma Estratégia de Employer Branding?

Aplicar uma estratégia de Employer Branding traz benefícios diretos nos processos de recrutamento de uma empresa e na satisfação dos seus colaboradores, como seria de esperar. Mas o seu impacto vai muito além dos candidatos e colaboradores, atingindo até os potenciais clientes da organização. Por isso, vamos dividir o impacto do Employer Branding em dois grupos:

1 - Impacto do Employer Branding nos resultados de Recursos Humanos

Ainda que se possa focar mais nos candidatos ou nos colaboradores, consoante os objetivos a que se propõe, o seu impacto atinge a talent persona interna e externa. Por isso, uma boa estratégia de Employer Branding vai:

impacto-do-employer-branding-nos-resultados-de-rh

  • Atrair mais candidaturas para a organização

Ao ser avaliada de forma mais positiva, a organização vai receber mais candidaturas, quer em resposta a anúncios quer de forma espontânea.

  • Aumentar o número de recomendações

Colaboradores mais satisfeitos têm uma maior tendência para recomendar amigos ou conhecidos aos Recursos Humanos, ou de recomendar a empresa aos seus contactos pessoais.

  • Reduzir a rotatividade

Ao promover o bem estar dos colaboradores, a organização está a nutrir e reter o talento nas suas equipas, reduzindo a rotatividade.

  • Diminuir os custos de recrutamento

Graças às candidaturas recebidas de forma orgânica e às recomendações recebidas, o Departamento de Recursos Humanos irá necessitar de um esforço menor para preencher as vagas abertas.

Com isto, e por ser feito de forma mais célere, o custo de cada processo de recrutamento é reduzido.

  • Melhorar a produtividade

Alguns estudos realizados apontam para que colaboradores satisfeitos sejam mais dedicados e produtivos, melhorando a produtividade da organização.

  • Transformar colaboradores em promotores

Colaboradores mais satisfeitos são mais propensos a divulgar a sua satisfação com o empregador, bem como os serviços/produtos oferecidos pela organização.

  • Melhorar o fit cultural

Ao trabalhar a comunicação e a identificação do colaborador com a empresa, a organização melhora o fit cultural entre ambas as partes.

2 - Impacto do Employer Branding nos resultados gerais da organização

De uma forma menos direta, o Employer Branding tem um impacto positivo nas vendas e resultados financeiros da organização.

Ao ser mais produtiva e avaliada de forma mais positiva pelo mercado, a organização ganha uma maior competitividade. Ao mesmo tempo, as medidas tomadas influenciam a relação com os fornecedores, clientes e outros stakeholders.

Trabalhar a empresa enquanto marca empregadora ajuda-a, então, a uma melhor gestão do talento mas também a alcançar melhores resultados económicos. Por isso, é importante que a Estratégia de Employer Branding seja vista como um investimento para o futuro, ao invés de um custo acrescido.

Saiba como pode implementar uma estratégia de Employer Branding na sua organização, com o apoio da Made2Web.

Peça uma proposta de Employer Branding