Depois de ter a sua campanha ativa tem de começar a monitorizá-la para conseguir otimizá-la e obter bons resultados. Geralmente, é aconselhado esperar entre duas a três semanas para começar a fazer alterações maiores à campanha, assim tem informação suficiente para conseguir agir. Contudo, há sempre pequenas alterações que deve ter em conta.

QUERO SABER MAIS SOBRE GOOGLETM ADS »

 

 

 

 

Porque devo monitorizar a minha campanha AdWords?

Ao monitorizar a campanha com o objetivo de encontrar melhorias a fazer, lembre-se de que o que é importante para o Google™ é a experiência do utilizador, quanto melhor a sua campanha for em termos de experiência, melhores resultados irá obter, como por exemplo:

  • Melhor índice de qualidade da campanha;
  • Pagar menos por cada clique no seu anúncio;
  • Maior número de cliques;
  • Maior número de conversões;
  • Custo por conversão mais baixo.
 

Assim, numa monitorização inicial da campanha deverá ter em conta diferentes aspectos:

  • Índice de Qualidade;
  • Conversões;
  • Palavras-Chave Negativas e abaixo do lance da primeira página.


Índice de qualidade

O Índice de qualidade indica a qualidade dos seus anúncios, palavras-chave e página de destino dos anúncios e varia de 1 a 10, sendo que 1 é o mínimo e 10 o máximo de qualidade.

Quanto melhor o índice de qualidade, menor será o custo por clique e melhor a posição dos anúncios.

Isto porque quando o seu anúncio vai a leilão, o Adwords calcula a qualidade dos seus anúncios tendo em conta 3 factores:

Estes 3 factores do índice de qualidade podem ser analisados no separador das palavras-chave.

Para tal, basta:

  1. Fazer login na sua conta de AdWords;
  2. Aceder ao separador de “Palavras-chave”;
  3. E na coluna “Estado” passar o rato no balão de texto;

Quando o Índice de Qualidade for 10/10 significa que os 3 factores que o compõem estão “Acima da Média”.

Indice-de-Qualidade  

Quando o Índice de Qualidade é mais baixo, poderá ver, novamente no estado, qual dos 3 factores precisa de ser melhorado. As classificações podem variar entre:

  • Acima da Média;
  • Médio;
  • E Abaixo da Média.

 

Taxa de Cliques (CTR)

A CTR é a taxa de cliques da sua campanha. É calculada através da seguinte fórmula:

Cliques/Impressões

Uma impressão ocorre sempre que o seu anúncio é apresentado. Um clique significa que, após o seu anúncio ter sido apresentado, alguém clicou nele para visitar o seu website. No AdWords irá encontrar uma coluna para cada uma destas métricas – Cliques, Impressões e CTR.

Exemplo-1-1  

No exemplo acima é possível verificar que o Grupo de Anúncios 1 apesar de ter menos impressões que o Grupo 3, tem uma CTR bastante superior (11,22% para 2,48%). Isto significa que o Grupo 1 pode não ter muitos utilizadores a ver o anúncio, mas quando o anúncio é visível tendem a clicar neste, ao contrário do que se passa com o Grupo 3.

A CTR é um dos 3 influenciadores no Índice de Qualidade.

Quando a CTR é baixa pode significar que o seu anúncio precisa de ser melhorado, uma vez que ele é exibido mas não clicado.

A posição média, a última coluna da tabela, também influencia. Uma posição média mais fraca tende a que o anúncio também tenha uma CTR mais baixa.

Isto é visível na tabela, o Grupo 1 com uma CTR mais elevada tem de facto uma melhor posição média dos anúncios, comparativamente ao Grupo 2 e ao Grupo 3.

O Grupo 3 deve sofrer alterações para conseguir uma melhor CTR e uma melhor posição média, contudo é preciso posteriormente avaliar se a alteração deve ser ao nível das palavras-chave, dos anúncios, ou mesmo de ambos.


Relevância do Anúncio

O Google™ tem em conta a Relevância do seu anúncio, ou seja, quando alguém faz uma pesquisa, o Google tenta perceber o quanto o seu anúncio é relevante para a pesquisa em questão.

Se o seu anúncio ajudar na pesquisa do utilizador, ele será classificado com uma relevância alta, ao contrário a classificação será de relevância baixa.


Experiência da Página de Destino

Quando faz campanhas de AdWords e os seus anúncios vão a leilão, o Google tem em consideração a página de destino dos seus anúncios.

Para o Google, a experiência do utilizador é muito importante, por isso o seu conteúdo deve estar adaptado às suas palavras-chave e ao texto dos seus anúncios, ser transparente e credível. A página deve permitir uma fácil usabilidade por parte do utilizador e ainda ter um tempo de carregamento rápido.

Se a sua página demorar muito tempo a carregar e o utilizador abandonar a página antes desta carregar, o Google terá isto em consideração e atribuirá uma má performance à página.

Quando é a landing page que está a prejudicar a performance da campanha é porque o Google considera que tendo em conta a pesquisa feita pelo utilizador e o seu anúncio, a página não apresenta a melhor experiência de utilização, como por exemplo em termos de conteúdo não trabalhar bem a palavra-chave.

 

Se os seus anúncios tiverem uma fraca qualidade pode tirar 3 conclusões:

     1. Os seus anúncios podem não ser elegíveis. Com o leilão ficam definidos quais os anúncios que aparecem para visualização. Em mercados concorrenciais, anúncios com fraco desempenho podem não ter lugar para serem exibidos;

     2. Os anúncios com menor qualidade aparecem posicionados no fim da página, ou mesmo só a partir da segunda página. Anúncios com melhor qualidade podem ser apresentados no topo da página. Sendo que são os primeiros resultados do Google™ que recebem mais cliques;

     3. Irá pagar mais por um clique nos seus anúncios. Quanto melhor a qualidade do seu anúncio, menos terá de pagar por um clique.

 

No próximo artigo, iremos aprender a analisar as conversões da campanha de AdWords. É o próximo passo depois de analisar métricas como os cliques, impressões, CTR e Índice de qualidade.

 

Auditoria grátis às Campanhas Google Adwords  PEÇA A SUA AUDITORIA AQUI »