Hoje em dia os utilizadores procuram informação simultaneamente valiosa, nova, exclusiva, credível e imparcial. Por isso, as empresas têm de estar preparadas para dar resposta a esta nova exigência de informação. Não basta criar conteúdo comercial para vender um produto ou serviço. Hoje em dia, as empresas que mais vendem são as que criam conteúdos mais informativos e menos comerciais.  Descubra o modelo que vai revolucionar os resultados do seu negócio!

 

Porque é que ainda é tão importante estar no topo do Google para gerar mais leads?

Ainda se fala muito na importância de obter o nosso website no topo do Google para garantir notoriedade e vendas. Mas a verdade é que mais do que nunca, os primeiros lugares dos resultados de pesquisa são privilegiados e alcançam um número muito maior de utilizadores online, o que pode levar a um maior número de leads.

QUERO AUMENTAR A VISIBILIDADE DO MEU WEBSITE NO GOOGLE »

Cerca de 90% dos cliques acontecem na primeira página de resultados orgânicos do Google™.

Claro que estar no topo do Google™ é o caminho mas não é o suficiente para gerar leads, pelo menos não leads qualificadas. 

De que vale às empresas online terem muito tráfego a entrar no seu website se depois não conseguem transformar os visitantes em leads e, em última instância, em clientes? A qualidade do website e a experiência de utilização que proporciona são de extrema relevância comercial.

Assim sendo, chegar ao topo do Google não deve ser visto como um objetivo isolado! É preciso pensar nos utilizadores e nas diferentes ações que tomam quando chegam ao seu website de forma a conseguir transformá-los em leads.

 

Como é que as empresas podem ser proativas na resposta às necessidades dos seus clientes? Conheça o modelo EGO!

A aplicação diária do modelo EGO (EGO = Exploração + Graduação + Obtenção), desenvolvido pela equipa Made2Web, torna mais fácil e rápido o sucesso dos nossos clientes.

O EGO foca-se na compreensão das ações e necessidades dos utilizadores, tornando mais intuitivas as ações para incentivá-los a converterem em leads.

 

EGO: O modelo que vem impulsionar o Marketing Digital

O EGO permite trabalhar melhor os funis de vendas dos nossos clientes nas suas 3 fases: Exploração; Graduação e Obtenção, já que individualiza o tipo de maturidade de cada utilizador consoante a fase de compra em que se encontra, gerando ações de comunicação personalizada, que proporcionam a melhor experiência possível e ainda promovem o avanço no funil de compra.

Ao contrário do que acontece com tantos outros modelos, o modelo EGO mantém o foco nos utilizadores e nos seus comportamentos.

Ao prever diferentes níveis de maturidade comercial dos potenciais consumidores e caracterizando-as de forma profunda, conseguimos não só antever as necessidades como as ações que os utilizadores irão praticar nos websites, conseguindo assim superar as suas expectativas.

Esta metodologia é composta por 3 partes:

modelo-ego-made2web

Modelo EGO. Desenvolvido pela Made2Web.

  1. Exploração - Nesta 1ª fase o utilizador sente uma necessidade e vai explorar mais sobre um determinado assunto, produto ou serviço na web. Na exploração, o utilizador não quer nem está pronto para tomar a decisão de adquirir algo, centra-se apenas na recolha de informação puramente do ponto de vista pedagógico, pelo que a qualidade e volume de informação disponível no website, muitas vezes numa área de blog do mesmo, tomam especial relevância.
  2. Graduação - Neste 2º nível de maturidade, o utilizador já pretende avaliar o mercado e organiza as diferentes soluções disponíveis, de acordo com o valor que atribui a cada uma delas. O valor dado dependerá de 4 fatores: da transparência de informação que lhe é prestada (conteúdos informativos, profundos, detalhados e não exclusivamente comerciais); da perceção do benefício diferenciado da solução que está a consultar (como é que a solução responde às necessidades e "pain points" do utilizador); da credibilidade social da solução no mercado em que se insere (testemunhos, reviews, case-studies) bem como da disponibilidade e acesso à mesma (contactos vários e velocidade na resposta a pedido de contacto).
  3. Obtenção - Por fim, nesta 3ª a última fase o utilizador, que já assimilou e apreendeu a informação necessária para escolher adquirir e comparar soluções, vai poder decidir sobre qual o futuro prestador de serviços, pelo que de todo o tipo de conteúdo que possa ser relevante apresentar no website, o conteúdo realmente fundamental é o que oferece segurança, logo apela à credibilidade social (testemunhos e case-studies). Esta informação incentiva a que o utilizador converta no respetivo website, chegando a adquirir um produto ou serviço sem sequer entrar em contacto pessoal com a empresa.

Em todas estas fases é o utilizador que comanda as suas ações, sem ser nunca abordado por publicidade que não procura e que não é adequada ao seu perfil.

Com este modelo, as empresas estão aptas para se prepararem para as ações dos utilizadores nos seus websites e assegurar uma boa resposta a cada necessidade específica que é sentida em cada momento diferenciado.

COMO VENDER MAIS COM O MODELO EGO? »

 

Aumente as suas vendas ou contactos no website com o modelo EGO!

Se quiser aplicar o modelo EGO à sua estratégia de Marketing Digital aqui fica o nosso conselho:

Combinar o modelo EGO com uma estratégia de inbound Marketing é a melhor forma de assegurar uma boa taxa de conversão de utilizadores em leads no seu website!

Há muito para falar sobre Inbound Marketing e deve pesquisar no nosso blog mais informação, mas neste momento específico interessa dizer que uma estratégia de Inbound Marketing combina as melhores ações digitais (SEO, Google™Ads, Content Marketing, Social Media, Email Marketing e Automation e Analytics) para garantir uma ação 360º sobre todas as fases do funil de vendas: Exploração, Graduação e Obtenção.
Se a partir de agora se preocupar com o "EGO" dos seus potencias clientes, vai ver as suas vendas a aumentarem velozmente!

COMO VENDER MAIS COM O INBOUND MARKETING? »