O Google™ vai passar a marcar todas as páginas HTTP como não seguras favorecendo as páginas HTTPS. Se a otimização do posicionamento orgânico do seu website nos motores de pesquisa faz parte da sua estratégia de Marketing, ou se faz campanhas AdWords, este artigo é fundamental para si.

De certo que já reparou que alguns websites apresentam umas letras antes do URL da página. Por exemplo, se entrar na página de Search Engine Optimization (SEO) da nossa agência digital, ou em qualquer outra página, irá ver antes do domínio um cadeado e “https” a verde:

exemplo-website-seguro-https-made2web

Exemplo de um website seguro HTTPS - Made2web

 

Diferença entre HTTPS e HTTP – O que é e o que vai mudar

No geral, um website HTTPS, como o da Made2Web, é considerado seguro para os utilizadores, enquanto um HTTP é potencialmente inseguro.

Basicamente, as letras antes do domínio informam o utilizador sobre a segurança do website onde está a navegar.

Mas vejamos melhor o que são e o que vai mudar.

 

O que é HTTPS?

HTTPS significa Hyper Text Transfer Protocol Secure (Protocolo Seguro de Transferência de Hipertexto).

Isto quer dizer que é inserida uma rede de proteção aquando da transmissão de dados entre o computador do utilizador e o servidor. A comunicação é encriptada, o que dificulta a interceção de toda a informação, aumentando significativamente a segurança dos dados e a sua integridade.

Se quiser que os seus clientes tenham uma experiência segura e protegida sempre que navegam nas suas páginas, deverá adquirir um Certificado SSL para tornar o seu website seguro.

 

O que é HTTP?

HTTP significa Hyper Text Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Hipertexto).

Neste caso, o princípio é o mesmo do HTTPS mas sem a parte importante da encriptação dos dados do utilizador. Ou seja, o cliente envia uma mensagem de pedido de informação ao servidor e recebe a resposta sem qualquer codificação.

Neste caminho, qualquer pessoa mal-intencionada pode intervir, intercetando os dados transmitidos com relativa facilidade.

Se tem um website dee-commercetem de ter HTTPS, porque trata dados como contas bancárias, cartões de crédito, moradas dos clientes, etc., que podem ser acedidos muito facilmente por hackers.

 

O que vai mudar nos websites HTTPS e HTTP em 2018?

O Google Chrome é responsável por rotular todos anos um conjunto de websites como seguros, ou não seguros.

A partir de julho de 2018, com a nova versão do Chrome 68, todas as páginas HTTP irão ser marcadas como “não seguro”.

seguranca-paginas-http-google-chrome-made2web

Por outro lado, com o lançamento do Chrome 69 em setembro de 2018, todas as outras páginas HTTPS passam a ser consideradas seguras por padrão. Isto é, o indicador de segurança positiva irá desaparecer com o passar do tempo.

seguranca-paginas-https-google-chrome-made2web

 

Se o Google premeia os websites que dão boa experiência de utilização aos seus visitantes, e se este motor de pesquisa considera a segurança vital para essa boa experiência, então considere-a já na sua estratégia de otimização.

Com estas novas versões do Chrome 68 e do Chrome 69, as alterações na marca de segurança podem trazer implicações nas campanhas de Google Ads, pois acabam por afetar a página de destino – seja uma página do website, ou uma landing page.

 

sugestao-blog-made2web Sugestão: Faça uma revisão ao seu website, bem como às páginas de destino das suas campanhas. Isto porque estas alterações poderão influenciar a sua posição nas Páginas de Resultados de Pesquisa, mas também afetar as suas campanhas Google™ Ads.

QUERO SABER MAIS SOBRE Campanhas Google Ads »