As vantagens de apostar em Search Engine Optimization (SEO) e melhorar a performance dos websites continuam a multiplicar-se. Será que a sua empresa está preparada para acompanhar a evolução?

O número de pesquisas feitas diariamente no Google™ continua a crescer e com elas o interesse das empresas em investir em SEO e melhorar a posição orgânica do seu website. É uma ótima notícia para as agências de Marketing Digital, uma vez que esta é uma das técnicas alvo de maior investimento por parte das empresas e pode trazer um grande aumento dos resultados!

Por outro lado, graças à informação dada pela Jumpshot, que analisa dezenas de milhares de milhões de pesquisas feitas no Google através dos diferentes dispositivos, podemos compreender que a evolução das Taxas de Clique (CTR) não apresenta um cenário assim tão favorável. 

QUERO melhorar a posição orgânica
do meu website no google »

 

 

A evolução da CTR e o comportamento do Utilizador Online

1. A evolução da CTR nas pesquisas feitas em desktop

Começando a analisar as pesquisas feitas no Google a partir de dispositivos desktop conseguimos compreender a evolução que a CTR sofreu ao longo dos últimos dois anos e meio.

 ctr-desktop-organica-vs-paga

Gráfico de pesquisas orgânicas versus pagas em desktop. Fonte: Jumpshot, 2018

 

Que conclusões podemos retirar:

  • A CTR orgânica apresentou uma ligeira descida dos seus valores ao longo do período analisado, no entanto manteve-se acima dos 65% em praticamente todos os anos;
  • Por sua vez, a CTR paga manteve-se constante nos últimos anos, sem grandes alterações significativas. 

 

New Call-to-action

 

2. A evolução da CTR em pesquisas feitas a partir de dispositivos mobile

Apesar de haver um crescimento da utilização de dispositivos móveis para pesquisas e consumo de diferentes conteúdos, o cenário da evolução da CTR a partir destes dispositivos é contraditório.

 ctr-mobile-organica-vs-paga

Gráfico de pesquisas orgânicas versus pagas em mobile. Fonte: Jumpshot, 2018

 

Com isto, podemos concluir que:

  • É difícil conseguir cliques orgânicos através de dispositivos mobile. A taxa apresenta valores bastante mais reduzidos quando analisamos as pesquisas feitas em dispositivos móveis;
  • Os valores de Taxa de Clique orgânica entre 2015 e 2018 caiu cerca de 27p.p., o que representa uma grande alteração no comportamento dos utilizadores;
  • Se olharmos para a CTR paga em dispositivos móveis, percebemos que houve uma ligeira evolução nos últimos 2 anos;
  • A CTR paga em mobile e desktop apresenta valores semelhantes.

 

3. Também é preciso analisar as pesquisas sem cliques nos resultados

Depois de analisadas as CTR pagas e orgânicas para os dispositivos desktop e mobile, falta-nos avaliar o comportamento dos utilizadores sobre pesquisas que não resultam em nenhum clique.

É muito importante que esta análise seja feita separadamente porque, na maioria dos casos, os utilizadores acabam por clicar em vários resultados de pesquisa, o que tornaria a análise mais complexa.

 pesquisas-sem-cliques-nos-resultados

Gráfico de pesquisas sem cliques nos resultados. Fonte: Jumpshot, 2018

 

As conclusões que podemos retirar:

  • As métricas analisadas em dispositivos desktop são bastante estáveis ao longo do tempo, mostrando que cerca de 34% dos utilizadores não clica em nenhum resultado após fazer uma pesquisa em computadores. Resta perceber se é devido ao reduzido investimento na interface da rede de pesquisa em computadores, comparativamente aos dispositivos móveis, ou se os utilizadores, ao fazerem as suas pesquisas através de desktop estão mais preparados para clicar nos resultados de pesquisa e navegar nos websites;
  • Nos dispositivos mobile conseguimos perceber que 61% dos utilizadores não clica em nenhum resultado após efetuar uma pesquisa. Porém, seria percipitado afirmar que é por insucesso do meio, pois temos de considerar resultados de pesquisa em forma de resposta rápida em que o Google™ tem investido e não necessitam de clique.

 

O comportamento de pesquisa dos utilizadores está a mudar!

Em suma, depois de feitas as 3 análises podemos concluir que os comportamentos de pesquisa dos utilizadores estão a mudar de ano para ano, acompanhando a evolução tecnológica.

 

O trabalho de SEO é muito importante e revela ser indispensável para o sucesso de uma empresa online, mas é preciso conhecer o comportamento dos utilizadores antes de decidir onde investir.

 

Os utilizadores procuram respostas rápidas às suas pesquisas, que não implique uma grande interação, por isso, cada vez mais, os resultados de pesquisa de resposta rápida, ou em que não exista necessidade de clique para se encontrar uma resposta, são a chave para o sucesso online.

Isto pode ser frustrante para a maioria das empresas, uma vez que se abdica de uma série de métricas de análise.

No entanto investir na Search Engine Results Page (SERP) e em formas de apresentar os seus resultados no Google pode significar o sucesso online. 

QUERO SABER MAIS SOBRE SEO »