Atualização: a partir de abril de 2018 o Google™ deixa de utilizar o AJAX Crawling Scheme .

O que é o AJAX Crawling Scheme?

O AJAX Crawling Scheme foi desenvolvido pelo Google™ em 2009 de forma a facilitar a interpretação de websites em AJAX. Este esquema torna as páginas com conteúdos dinâmicos acessíveis ao Googlebot, desde que exista uma segunda versão renderizada do mesmo disponibilizada manualmente.

Como funciona o AJAX Crawling Sheme?

Este esquema passa por:

  1. Ler o URL com um fragmento #! e transformá-lo num novo URL;
  2. Pedir o conteúdo ao servidor através do novo URL;
  3. Receber do servidor o conteúdo com uma forma de HTML instantâneo.
  4. Mostrar o URL original nos resultados de pesquisa.

 

Ajax Crawling Scheme

esquema-ajax-crawling-scheme

Antes do AJAX Crawling Scheme

É um facto que estes conteúdos dinâmicos tornam os websites mais rápidos e interessantes esteticamente comparativamente às páginas HTML estáticas. Contudo, o Googlebot não conseguia ler o conteúdo AJAX por este ser produzido dinamicamente pelo navegador, não sendo renderizado.

Isto é, esta programação em AJAX, apesar de proporcionar uma melhor experiência aos utilizadores, prejudicava as páginas por não conseguir ler o seu conteúdo dinâmico e, consequentemente, não as apresentava nos motores de pesquisa.

Vantagens do AJAX

  • Diminuição do tempo de carregamento das páginas;
  • Menor sobrecarga dos servidores;
  • Páginas mais dinâmicas;
  • Melhor experiência do utilizador.

Desvantagens do AJAX

  • O utilizador pode não conseguir executar o JavaScript;
  • Prejudica a indexação das páginas – A hash (#!) utilizada para as implementações do AJAX funcionarem são também utilizadas como âncora HTML, o que faz com que o Googlebot não compreenda o valor deste, nem leia o que está para lá do #!;
  • Fraca estratégia de Link Building – Todos os links gerados irão apontar para a mesma página que fica antes do #!, sendo que é leitura é feita apenas até ao cardinal (exemplo: www.exemplo.pt/homepage #/categoria/produto-xpto ).

Foi por estes últimos dois pontos que o Google™ desenvolveu o AJAX Crawling Scheme e colmatou esta lacuna.

 

Atualização:

O Google™ anunciou que, no segundo quadrimestre de 2018, irá deixar de utilizar o AJAX Crawling Scheme, pois o Googlebot irá conseguir ler os websites com conteúdos dinâmicos sem que seja necessária uma segunda versão dos mesmos.

QUERO SABER MAIS SOBRE SEO »