O que é a Taxa de Cliques (CTR)?

A Taxa de Cliques, muitas vezes referenciada como CTR (abreviatura de Click Through Rate), trata-se de uma métrica que representa a percentagem de pessoas que clicaram num determinado anúncio ou resultado de pesquisa, do total de pessoas que o viram.

 

Esta métrica está, habitualmente, associada às campanhas de GoogleTM Adwords uma vez que entra no cálculo do índice de qualidade dos anúncios.

ctr

A questão que se tem colocado é qual o grau de influência que a CTR dos resultados de pesquisa tem nos rankings do GoogleTM.

 

Que impacto tem a CTR nos rankings dos motores de pesquisa?

O que queremos explorar neste artigo é se o GoogleTM “olha” para a CTR de um determinado resultado, compara-a com o resultado expectável, e caso esteja desajustado, substitua a página por outra.

Ficou confuso? De forma a ser mais explicito, imaginemos o seguinte cenário:

  • Ao pesquisarmos por “seguro de vida” temos os seguintes resultados:
seguro-vida-1

 

  1. Imaginemos que, com base no seu historial e benchmark de outros mercados, o GoogleTM sabe que a CTR do primeiro resultado orgânico deveria ser à volta de 25%.
  2. Ao analisar os resultados mais recentes, o algoritmo do Google TM deteta que apenas 10% clicaram naquele resultado.
  3. Assim, percebe que os resultados estão abaixo do expectável e troca-o com o resultado seguinte.

Este cenário serve para ilustrar de que forma pode ser utilizada a CTR para influenciar os resultados de pesquisa.

Ainda que o GoogleTM afirme constantemente que não tem em consideração dados relacionados com os cliques para a atribuição de rankings, este fator pode até fazer sentido uma vez que, por norma, se um resultado tem uma elevada CTR é porque os utilizadores encontram no título e descrição aquilo que procuravam.

Se considerarmos que o objetivo do GoogleTM é avaliar a relevância da página e o engagement (envolvimento) dos utilizadores, a CTR é um dos melhores indicadores de ambos.

QUERO SABER MAIS SOBRE SEO »

 

 

Como utilizar a CTR a nosso favor?

Assumindo então que a taxa de cliques influencia a posição da nossa página nos motores de pesquisa, o que podemos fazer para tentar melhorá-la?

Os fatores que influenciam esta métrica são o Meta-Titulo, a Meta-Descrição e o URL da própria página. O conteúdo presente nestes três campos é o que vai ser analisado pelos utilizadores, levando-os ou não a clicarem para entrarem no nosso site.

Assim, estes são os campos onde podemos testar variações e analisar os seus resultados.

Alguma ideia por onde deve começar?

  • Palavra-chave - Uma das formas de atrair a atenção dos utilizadores é utilizar a palavra chave no Meta-Titulo ou Meta-Descrição de uma página. Assim, garantimos que as pessoas percebam que aquela página explora exatamente aquilo que procuravam. Ainda que pareça trivial, este é um aspeto que é muitas vezes esquecido.
  • Escreva Títulos brilhantes – A sua página pode ter um conteúdo fantástico que vai exatamente ao encontro do que as pessoas procuram, mas se o título for aborrecido, elas não irão clicar. Esta é uma oportunidade perfeita fazer um teste e tentar cativar a atenção dos utilizadores. Estude as mensagens que os seus concorrentes apresentam, seja criativo e tente sobressair-se aos demais.
  • Aproveite a Meta Descrição para apresentar as vantagens que os utilizadores encontrarão no seu site. Este é o maior campo para poder explorar a sua criatividade, mas também é o campo que as pessoas menos lêem.

Para ilustrar as ideias apresentadas, fica um exemplo real de um teste realizado num cliente nosso que tem uma clínica de reabilitação física na margem sul de Lisboa:

Para esta empresa, uma palavra-chave importante era “osteopatia em almada”. À data do teste, 7 de Outubro de 2016, o site surgia na 15ª posição do GoogleTM. Esta era uma boa página para testar uma vez que estava perto de atingir uma posição nos primeiros 10 lugares dos motores de pesquisa.

Assim, efetuamos a seguinte alteração:

  • Título antigo: Tratamentos: Ortopedia | Clínica dos Ossos em Almada
  • Descrição antiga: Ortopedia como tratamento para artrite, dores no joelho, dores no ombro, dores no pé, fraturas, rutura do menisco, entre outros. Marque a sua consulta connosco
  • Título novo: Melhore após o 1º Tratamento de Ortopedia | Clínica dos Ossos - Almada
  • Descrição nova: Ortopedia como tratamento para artrite, dores no joelho, dores no ombro, dores no pé, fraturas, entre outros. Marque uma consulta com um dos nossos especialistas

Para escolhermos o que colocar/acrescentar nos dois campos, estudámos o que resultou melhor numa campanha de Adwords realizada anteriormente. Ao analisar as expressões que resultaram numa CTR maior na campanha, foi-nos facilitada a decisão na hora de realizar as alterações.

Os resultados obtidos foram bastante positivos, uma vez que passados 12 dias, a página já surgia na primeira página, e à data da criação deste artigo, 23 de dezembro, a página surge em 5º lugar no GoogleTM.

Tenha em atenção que a sua imaginação deve ter limites e estes estão, por exemplo, relacionados com o conteúdo da página em questão. Não prometa no título/descrição algo que o seu site não ofereça pois estará a frustrar os utilizadores que entrarem no seu site e não encontrarem o que procuravam. Isto irá piorar as métricas de comportamento, cada vez mais valorizadas pelo GoogleTM.

O objetivo é testar, analisar os resultados e optar pelo melhor resultado. Lembre-se que pode sempre voltar ao título e descrição antigos caso as modificações que efetuar não impactarem positivamente a taxa de cliques de uma determinada página.

 

Duplo impacto de uma melhoria da Taxa de Cliques

Agora que já vimos como pode começar a testar alterações das suas páginas para aumentar a CTR, que impactos podem ter essas alterações?

Por um lado, se o nosso titulo e descrição forem mais apelativos e isso resultar num aumento da CTR, iremos inevitavelmente aumentar o trafego devido a esse incremento no número de pessoas que clicam para aceder ao nosso site.

Por outro lado, e seguindo o raciocínio deste artigo, o aumento da taxa de cliques poderá melhorar a posição no ranking dos motores de pesquisa, levando assim a que mais pessoas cliquem no seu resultado, agora que está numa melhor posição.

Vemos então que uma pequena alteração no título pode levar a um duplo impacto no tráfego orgânico do seu site!

 

Não se esqueça das restantes métricas!

Conforme referido anteriormente, o GoogleTM está a dar cada vez mais importância às métricas de comportamento / envolvimento dos utilizadores dentro dos sites, uma vez que esta é a maneira de o algoritmo analisar se as pessoas encontraram aquilo que procuravam.

Assim, não deve se deve focar apenas numa só métrica como a taxa de cliques.

Analise o comportamento dos utilizadores, perceba o que falta em cada página e crie uma estratégia que abrange todas as áreas onde consegue atuar.

Faça otimizações a pensar nas pessoas que visitam o seu site e garanta que encontrarão o que procuravam de forma a que fiquem o máximo de tempo no seu site.

Resumo

Para quem não teve oportunidade de ler com a calma necessária todo o artigo, fica um resumo das principais ideias a reter:

  • Taxa de cliques (CTR) não é mais do que o número de cliques a dividir pelo total de impressões
  • O GoogleTM tem uma CTR expectável para cada posição
    • Se a CTR de um resultado não for ao encontro das expectativas, o algoritmo do GoogleTM altera a ordenação dos resultados.
  • Fatores que influenciam a CTR:
    • Título
    • Descrição
    • URL
  • Realize testes nos campos mencionados acima – Faça pequenas alterações para que possa isolar o impacto de cada nos rankings dos motores de busca
  • Analise – Verifique o impacto que as alterações tiveram no posicionamento do seu website
  • Um aumento da CTR leva mais pessoas ao seu site. Se esta melhoria resulta numa melhor posição no GoogleTM, o aumento de tráfego orgânico será ainda mais acentuado agora que tem maior visibilidade, obtendo assim um duplo efeito da melhoria da CTR.
  • Todas as métricas são importantes, não se foque apenas numa!
QUERO SABER MAIS SOBRE SEO »