Desde o mês de julho de 2018 que ficou disponível a ferramenta de inspeção de URL do Google™ Search Console que permite verificar o estado de qualquer página do website da sua empresa.

 

Como funciona a ferramenta de inspeção de URL?

A nova ferramenta de inspeção de URL do Search Console permite verificar o estado de uma página específica do website, através do seu URL, para que consiga ver como o Google™ está a ler esse link.

inspecionar-url-google-search-console-made2web

Exemplo da inspeção de URL no Search Console da página made2web.com/solucoes-marketing-digital da Made2Web

 

Segundo a empresa do maior motor de pesquisa do mundo, “através dessa ferramenta é possível perceber algumas informações detalhadas sobre o rastreamento, a indexação e a veiculação das suas páginas, diretamente do índice do Google™”.

Com a inspeção de URL vai ser mais fácil detetar erros de dados estruturados, ou problemas de indexação das páginas.

inspecionar-url-google-search-console-identifica-problema-made2web

Exemplo da inspeção de um URL com problemas no Search Console

 

Resultados da Inspeção de URL

Os resultados da inspeção de URL aborda principalmente 3 pontos, que podem diferentes resultados. Estes significam:

1. Presença no Google

  • O URL está no Google™: o URL foi indexado, pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google, e não foram encontrados  problemas com os aprimoramentos aplicados à página (dados estruturados, páginas AMP vinculadas, etc.);
  • O URL está no Google™, mas tem problemas: o URL foi indexado, pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google™, mas existem problemas com os aprimoramentos aplicados à página que podem impedir a exibição da página;
  • O URL não está no Google - erros de indexação: Houve pelo menos um erro grave que impediu o URL de ser indexado, como tal, não aparece na Pesquisa Google™ até que o mesmo seja corrigido;
  • O URL não está no Google: o URL não aparece nos resultados da Pesquisa Google™, mas pode ser por intenção;
  • O URL é uma versão alternativa: é um dos URL em um conjunto de versões alternativas da mesma página. 

 

2. Cobertura do Índice

  • Status do Índice do URL: uma descrição mais detalhada do ponto anterior sobre a Pesquisa Google™;
  • Sitemaps: qualquer sitemap conhecido que direcione para esse URL;
  • Páginas de referência: uma página que o Google™ usou para descobrir esse URL, provavelmente;
  • Último rastreamento: a última vez que a página foi rastreada pelo Google™;
  • O rastreamento é permitido?: Indica se a página permitiu que o Google™ a visitasse, ou se bloqueou com uma regra do robot.txt;
  • Obtenção da página: se o Google™ pode ou não receber a página do seu servidor.
  • A indexação é permitida?: se a página proíbe explicitamente a indexação ou não.
  • URL canónico declarado pelo utilizador: o URL é declaro se a página especificar um claramente;
  • URL canónico selecionado pelo Google™: a página que o Google™ selecionou como um URL canónico quando encontro páginas semelhantes ou duplicadas no website.

 

3. Melhorias

  • Accelerated Mobile Pages (AMP): se a página tiver uma versão AMP vinculada é possível ver informações sobre a mesma, onde pode ver informações para encontrar e solucionar problemas de indexação;
  • Vários tipos de pesquisa aprimorada: informações sobre todos os tipos de pesquisa aprimorada (dados estruturados) encontrados na página;
  • URL Canónico: se a página for descrita como uma versão alternativa poderá inspecionar o URL canónico selecionado pelo Google™.

 

Saiba mais sobre a Ferramenta de Inspeção de URL do Google Search Console »

 

Informação sobre a pesquisa mais transparente

O Google™ explicou que um dos pedidos mais comuns dos utilizadores do Search Console passa por “mais detalhes sobre como o Google vê determinado URL”. Assim, esta ferramenta visa colmatar esta lacuna oferecendo aos gestores digitais informação mais transparente.

É uma excelente arma para associar às nossas estratégias de Search Engine Optimization. Na Made2Web agradecemos!

QUERO SABER MAIS SOBRE SEO »